Governo quer avançar com seguro de renda

“Repto” foi lançado às seguradoras. o executivo aguarda pelas respostas.
Anna Dziubinska/Unsplash
Este artigo foi publicado há, pelo menos, 6 anos, pelo que o seu conteúdo pode estar desatualizado

O Governo pediu às seguradoras para apresentar propostas para a criação de um seguro de rendas, de forma a proteger os proprietários de imóveis arrendados. em caso de falta de pagamento das rendas por parte dos inquilinos ou ações de despejo, refere o portal Idealista citando o Jornal de Negócios

Segundo o portal imobiliário, a criação deste tipo de seguro está há muito no papel, sendo defendida pelo atual Governo. Aliás, no pacote da Nova Geração de Políticas de Habitação, há a promessa de criar “incentivos” a proprietários e arrendatários, trazendo “uma maior transparência e segurança nas condições contratuais e previsibilidade dos rendimentos”. 

Ana Pinho, Secretária de Estado da Habitação, referiu ao semanário que o “repto” foi lançado “a todas as companhias de seguros e aguardamos agora as suas respostas”. 

Para a Associação Lisbonense de Proprietários (ALP), a proposta faz sentido, mas é insuficiente. Luís Menezes, presidente da ALP diz que a associação tem “grandes dúvidas de que um seguro de renda possa cobrir a grande demora nos processos de despejo e cobrança de rendas devido à ineficiência da Justiça”. Já da parte da Associação de Inquilinos Lisbonenses (AIL), o proseidente Romão Lavadinho defende a obrigatoriedade e universalidade dos seguros de renda “como são, por exemplo, os seguros dos automóveis”. 

Total
0
Partilhas
Artigo anterior

Mais de metade das casas afetadas por incêndios já foram reabilitadas através do Fundo Revita

Artigo seguinte

O número de apoio começa por 707? 707.pt é a resposta

Há muito mais para ler...