Licenciamentos: construção nova domina

A tensão no mercado continua, no entanto, a ser a falta de oferta.
C Dustin
Este artigo foi publicado há, pelo menos, 6 anos, pelo que o seu conteúdo pode estar desatualizado

Os pedidos de licenciamento, no último ano e meio, são dominados por processos de construção nova. Segundo o jornal Público, citando dados da consultora Confidencial Imobiliário, 82% dos projetos em Portugal Continental são relativos a construção nova. Isto corresponde a um total de 14,2 mil projetos de habitação e a 34,3 mil novos fogos.

Ricardo Guimarães, diretor da Confidencial Imobiliário, referiu ao matutino que “neste período de um ano e meio, a construção nova cresceu cerca de 63%, em linha com a crescente procura no mercado de compra e venda, que se sente já desde o último trimestre de 2013”. No entanto, a procura desenvolveu-se mais rapidamente que “a produção de novos fogos, pelo que, no atual momento, a grande fonte de tensão do mercado continua a ser a falta de oferta. 

Preço das casas já aumentou 14% desde 2013. 

Uma das conclusões destes dados é o aumento do preço das casas. Desde 2013 até maio deste ano, o preço das casas aumentou 14%. Ricardo Guimarães refere que este acréscimo no preço tem que ver com o aumento da procura “aliado à rigidez da oferta” que impulsiona os valores. 

O aumento dos pedidos de impulsiona comprova, no entender da consultora, “que o mercado está a responder, lançando novas operações, o que, a prazo, contribuirá para a estabilização dos preços”.

Total
0
Partilhas
Artigo anterior

Halloween: ideias para decorar a sua casa

Artigo seguinte

"Vamos fechar a torneira à seca": alguns conselhos para poupar água

Há muito mais para ler...